Cerimonial de Honra

Cerimonial de Honra

Cerimonial de Honra

Boletim 717 – por Ap. Claayton Nantes

Será que podemos ter a esperança de dizer como Paulo: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé”?

Quando olhamos para as cerimônias militares, vemos que as honras e continências são obrigações de todo militar em decorrência de sua condição, obrigação, dever, direito e prerrogativas estabelecidos em legislação militar.

Há inúmeros significados implícitos em cada sinal feito por um militar, mas eles se resumem em respeito, consideração, tributo, afeição e apreço.

Deus também tem seus soldados, cabos, sargentos, subtenentes, capitães, majores, tenentes, coronéis, generais e marechais!

É bem verdade que as graduações se dão às conquistas, treinamentos, feitos, experiências ou batalhas travadas.

Há um paralelo espiritual para tais níveis que se assemelham muito aos galgados militarmente, e temos que saber que da mesma forma que Deus tem seus soldados, Deus também tem seus Generais e Marechais, “homens dos quais o mundo não é digno”.

Estamos numa batalha acirrada e temos que nos conscientizar de que a guerra é ferrenha, portanto não podemos nos portar como bebês numa batalha, e nem também, como crianças mimadas, mas sim homens maduros, valentes e intrépidos que possam assumir a linha de frente, assim também como um serviço de inteligência que tenha estratégias eficazes numa guerra sem precedentes.

Devemos ter a consciência que o inimigo, nosso adversário, não está jogando para perder (embora seja um derrotado). Ele é mentiroso, ousado, que além de usar golpes baixos também faz um abuso de autoridade.

É interessante notarmos que tanto na história da Igreja  (nestes dois mil anos), como também na história bíblica, sempre houveram homens e mulheres que foram poderosamente capacitados pelo Espírito Santo e trouxeram avivamentos gloriosos, tiveram experiências miraculosas na presença de Deus.

Todos eles eram simples seres humanos. Derramaram lágrimas, tiveram alegrias, sucessos e também fracassos. Foram perseguidos, enganados, traídos, caluniados, da mesma forma que amados, encorajados e também honrados.

Deus tem seus valentes e remanescentes na terra, também em nossa geração. Chegou o momento destes, se posicionarem estrategicamente.

Deus está convocando seus soldados para a guerra de alto nível.

Deus está levantando em toda parte pessoas que estão buscando mais dEle, mais da Sua presença, mais do Seu conhecimento, mais do Seu Temor!

Pessoas que entendam a necessidade de agirmos estrategicamente e eficazmente!

Para isto, precisamos começar com um grande mover de arrependimento, quebrantamento, oração, jejum e posicionamento.

Voltarmos à verdade que Deus mesmo revelou ao rei Salomão: “e se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra”. [II Crônicas 7:14]

Homens e mulheres que estejam dispostos a desafiar a apostasia e a letargia espiritual dessa geração.

Homens e mulheres que queiram se levantar para marcar esta geração e fazer história.

Homens e mulheres que estejam dispostos a pagar o preço como Abraão, Isaque, Noé, Moisés, Josué, Elias, Eliseu, Jeremias, Isaías, enfim, homens e mulheres que queiram atrair a glória a e Presença do Todo Poderoso pois somente um avivamento para socorrer esta geração, somente um mover sobrenatural, real, genuíno do Santo Espírito para mudar o rumo da nossa sociedade.

É tempo de clamarmos, é tempo de chorarmos, é tempo de nos posicionarmos e rogarmos ao Senhor que tenha misericórdia de nós!

Os que disserem sim a esta Convocação do Pai, poderão almejar naquele grande dia, um “Cerimonial de Honra”, poderão realmente dizer que combateram o bom combate!

Candidatos esses que se recusem a desistir, que busquem a palavra de Deus incondicionalmente.

Busque o Espírito Santo de Deus por si mesmo. Se for chamado, terá que responder a este chamado. Obedeça a Deus sem questionar e Ele cuidará dos detalhes.

Aí sim, naquele grande dia, quando a trombeta soar, você poderá dizer: Combati o bom combate, acabei a carreira e guardei a fé, e aguardar sim, um cerimonial de honra, pois o Senhor honra aos que O honram!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *